dezembro 20, 2016

Você está navegando os arquivos do site de dezembro 20, 2016.

Era uma noite de quinta, daquelas que a gente não espera nada, quando o boy me ligou. – Vamos dar uma saidinha? Eu sabia muito bem o que ele queria dizer com isso. E sabia muito bem o que ele queria com isso também. Bem, não estava fazendo nada. Então… Porque não? Aceitei, e às 8 em ponto o carro do boy já estava na frente da minha garagem. Óbvio que eu ainda estava de toalha na cabeça e creme na cara. Mas como minha Continue lendo