Orgasmo feminino

Sexo é uma das melhores coisas que existe na vida. E todo mundo pratica e gosta! Até mesmo aqueles que negam… E julgam quem faz. A verdade mesmo é que a mulher sofre preconceito de tudo quanto que é lado e mal pode ter conhecimento do próprio corpo. É claro que hoje há pessoas bem libertas sexualmente, mas acredite canso de atender mulheres, que comentam que nunca tiveram orgasmos na vida… Algumas até mesmo nunca se tocaram.  Particularmente eu fico chocada, porque gozar é vida! Se você não se conhece, como espera que seu parceiro vá te conhecer e te levar ao céu? Enfim, esse é assunto pra um próximo post, hoje eu vim falar sobre orgasmo feminino.

Apesar do excesso de tabu pelo mundo, hoje há curiosidade sobre o tema e há algumas pesquisas que esclarecem o orgasmo feminino.

O orgasmo é uma “explosão” de tensões neuromusculares que ocorre quando há estímulos que leva progressão de reações mentais e corporais, na experiência sexual.  Tudo se inicia pela excitação, sendo o ponto de partida o estímulo. Há um aumento de fluxo sanguíneo e oxigênio no cérebro o que é extremamente benéfico.

A mulher atinge um orgasmo intenso em média de 12 minutos após penetração. Os homens conseguem atingir com dois minutos de estimulação. Além do tempo maior de estimulo necessário para as mulheres atingirem o orgasmo, o desejo na mulher tem relação com o contexto em que ela está – em relação ao parceiro, se estão confortáveis, etc. Sendo isso também uma das causas de tantas mulheres não atingirem o orgasmo nas relações sexuais. Medo e ansiedade são inimigos numero um de orgasmos intensos e gostosos!

E falando em orgasmo intensos, algo que resulta e é muito desejado é a ejaculação feminina. Segundo a pesquisa divulgada pelo Journal of Sexual Medicine, dos Estados Unidos, ejaculação feminina é comporta por substâncias lubrificantes, urina e um líquido não especificado. Entretanto, as mulheres não necessitam da ejaculação para sentir prazer.

No cérebro ocorrem coisas interessantíssimas durante o orgasmo, uma região do cérebro responsável por controle e comportamento consciente simplesmente “apaga” durante o orgasmo e, além disso, o cérebro fica 95% igual ao cérebro de uma pessoa sobre o efeito de heroína, o que explica o quanto é viciante orgasmos múltiplos. E choquem… O orgasmo, pode bloquear a dor, acabou as desculpas que estão menstruadas… Pois orgasmos ajudam a diminuir a dor menstrual imediatamente além de atuar como calmante.

O orgasmo pode ser clitoriano ou vaginal. Sendo que o orgasmo clitoriano é mais localizado e externo, já o vaginal é interno e envolve todo o corpo, um verdadeiro clímax.

Nas minhas pesquisas encontrei um vídeo que explica de forma muito clara o orgasmo feminino, vale a pena ver:

Então, depois de tudo isso… O que posso dizer é aquele velho ditado: Relaxa e goza! Porque além de fazer bem fisicamente faz bem pra alma.


Deixe um comentário:

comentário(s)

3 Comentários

  1. iris

    Olá, tou adorando essas informações, sempre é bom estar atenada nas novidades!!Bjos!

    Responder
  2. Valéria

    Bacana o texto e o vídeo…
    Sempre tem algo novo a aprender sobre esse assunto. Por isso é bom ter acesso essas informações que vem a acrescentar em nossas vidas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *