E afinal, o que é sexualidade?

Sexualidade é um tema envolto em mitos e tabus que leva a confusão de conceitos, remetendo ao ato sexual, genitálias e erotismo o que é errôneo. Sexualidade e sexo são coisas diferentes.

A história da sexualidade no Ocidente indica que se vivenciava uma liberdade de expressão sexual, sem repressão e noção de pecado e moralismo. Com a ascensão do Cristianismo, foi construída a ideia de pecado e moralismo reduzindo as práticas sexuais e  levando à castidade antes do casamento.

A saúde sexual estava ligada a saúde reprodutiva da mulher, ignorando a existência do prazer feminino. E somente com a força que o movimento feminista tomou na década de 70, que se passou a falar em direitos sexuais.

A declaração dos direitos sexuais e reprodutivos foi aprovada em 1999 pela (WAS) Associação Mundial para a saúde sexual com diretrizes claras e simples compondo os direitos humanos universais.

“Sexualidade é uma parte integral da personalidade do ser humano. O desenvolvimento total depende da satisfação de necessidades humanas básicas, como desejo de contato, intimidade, expressão emocional, prazer, carinho, amor. Sexualidade é construída através da interação entre os indivíduos e as estruturas sociais. O total desenvolvimento é essencial para o desenvolvimento individual, interpessoal e social.”

A saúde sexual não é apenas ausência de DST ou disfunções sexuais. Sexualidade é um direito de todos, e deve ser vivida de forma livre e sem discriminação.

Com isso podemos ver que a sexualidade é uma energia que influencia os pensamentos, os sentimentos, as ações e interações.  É o que nos motiva a procurar amor, ternura e intimidade integrando nosso modo de ver, sentir e ouvir.  A sexualidade envolve tudo que se relaciona ao prazer com o corpo, influenciando a nossa saúde física e mental. Estar bem com sua sexualidade é estar bem com a sua vida de forma geral. É viver a vida na sua forma mais colorida. É gozar em todos os seus sentidos. É ser sensual e ao mesmo tempo sexual. É se aceitar de forma plena.

Sexualidade é um processo que se inicia na infância e se estende por toda nossa vida. É o prazer de autodescobrimento, é desfrutar de um sorvete de chocolate, é relaxar em uma hidromassagem, é a sensação gostosa de criar vínculos afetivos.  Portanto, se permita viver de forma plena e tenha menos restrições. Sexualidade não se resume a sexo, sexualidade é vida!

Referências:
portaldasaude.pt/portal
Marola, Caroline Andreia Garrido, Sanches, Carolina Silva Munhoz, & Cardoso, Lucila Moraes. (2011). Formação de conceitos em sexualidade na adolescência e suas influências. Psicologia da Educação, (33), 95-118.


Deixe um comentário:

comentário(s)

6 Comentários

  1. luciano chaves de carvalho

    gostaria de saber o que posso fazer pra evitar a enjaculação precoce, para melhorar mas o ato sexual

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *